terça-feira, 24 de agosto de 2010

Mary & Max (nota 9)

Mary e Max - Uma amizade diferente (subtítulo em português), uma produção Australiana que pode enganar muito num primeiro momento. Esta animação em stop-motion com bonecos simples e até certo ponto mal feitos, definitivamente não é para crianças, e na capa do DVD está estampada esta recomendação. Com um enredo forte, humor para adultos, e emoções fortes e verdadeiras que fazer esquecer que se tratam de bonecos, é difícil não se emocionar com esta história de amizade.

Mary é uma menininha australiana com sérios problemas de auto estima, sem amigos e com uma família distante que encontra no seu amigo por correspondência sua única forma de amizade, desabafo e fonte de respostas para dúvidas. Este amigo é Max, um homem de meia idade de Nova York, com sérios problemas de relacionamento com outras pessoas, e com distúrbios que o fazem não compreender o mundo a sua volta.

A amizade dos dois cresce conforme as cartas são trocadas, e acompanhamos o solitário diálogo escrito de ambos, criando cada vez mais uma empatia por esses adoráveis personagens incrivelmente profundos. A fotografia é espetacular. Como escrevi acima, até certo ponto parece ser mal acabado, mas no final se revela como uma escolha estética para a representação dos mundos de Mary e Max. Enquanto a Autrália de Mary tem tons marrons e laranja, a Nova York de Max é cinza e escura, com cores pontuais. Não se trata da mesma sofisticação da animação de Coraline ou do Fantástico Sr. Raposo, mas cumpre muito bem o papel.

Uma história realmente emocionante que não deve deixar de ser conferida pelos apreciadores do bom cinema. Duvido conseguirem segurar as lágrimas ao final do filme.

Um comentário:

Raphael Camacho disse...

Mary and Max mto legal!