terça-feira, 10 de agosto de 2010

A Origem (nota 9)

Este filme me dá um nó na cabeça. E não é confusão causada pelo ótimo e original enredo escrito pelo brilhante diretor e escritor Christopher Nolan. O problema vem justamente da incrível expectativa que eu tinha sobre esse filme após os intrigantes trailers que divulgavam pouquíssima informação, nos brindando com cenas estranhas e fantásticas. A expectativa era tanta quem eu nem tinha visto o filme e já estava dando nota 10 para ele, e mesmo que a nota 9 seja ótima, isso demonstra que não correspondeu a tudo que eu esperava. Não me entenda mal, é um puta filmaço legal pra cacete, mas é muito difícil fazer frente a expectativa criada... fazer o que?
Cobb e Arthur, muito bem interpretados com a competência habitual por Leonardo DiCaprio e Joseph Gordon-Levitt, são ladrões especializados em roubar informações entrando no sonho das pessoas. E isso é tudo que vou dizer a respeito do enredo, quanto menos souber mais interessante fica o filme, conselho de amigo. E é justamente desses mundos de sonhos que surgem as situações estranhas em lugares fantásticos que desafiam as leis da física. É aí que fica minha única crítica ao filme. Já que se trata de um mundo onde tudo é possível, o mundo é muito certinho. Faltam mais imagens bizzaras e situações absurdas que geralmente povoam nossos sonhos. Mais parece um passeio na Matrix do que num mundo onde tudo vale. Mas essa foi a opção do roteiro, então vamos em frente. O resto do filme tem o estilo de filmes de roubo, com muito planejamento e é claro, execução do roubo em sí.
O elenco está recheado de rostos conhecidos,como Ellen Page, Cillian Murphy, Tom Berenger, Marion Cotillard, Michael Cane, Ken Watanabe, todos muito bem em seus papeis. A direção sólida de Nolan, a contagiante trilha sonora e o enredo complicado, mas muito bem amarrado, prendem a atenção o tempo todo. Não dá pra desgrudar os olhos da tela até o clímax final, que vai se esticando conforme todas as peças vão se encaixando. São quase 2:30h de filme que passam voando. A última cena do filme é impagável, daquelas de deixar todo o cinema comentando durante os créditos.

Um dos melhores filmes do ano sem dúvida, não pode deixar de ser visto por nenhum apreciador de bom cinema, de uma originalidade e criatividade de primeira linha. Mais um presente do Nolan, que já nos trouxe outras incríveis obras como Batman Begins, Batman - Cavaleiro das Trevas, O Grande Truque e Amnésia.

P.S.- Vimos este filme numa pré-estréia exclusiva graças a uma promoção que ganhei no site do www.omelete.com.br. Agradeço ao Omelete por essa oportunidade.

3 comentários:

Ana Lucia disse...

Pra vc saber que eu li....bjs

Negretti disse...

Tb gostei muito do filme,eletrizante!!
Há momentos em que vc viaja com os personagens.
Legal mesmo!

Silvia Nagalli disse...

Vou precisar assistir umas 3 vezes, porque há muitos detalhes que sei que perdi.