domingo, 10 de maio de 2009

STAR TREK (nota 11)

Confesso que estou encontrando dificuldades para escrever sobre o filme que eu mais aguardava neste ano. Foi uma semana de muita antecipação e ansiedade, principalmente devido ao fato de eu não ter conseguido comprar o ingresso adiantado como pretendia... além disso, como falar sem parecer um nerd histérico que quase teve um nerdgasmo?? Então, vou parar de tentar e vou deixar minha mais sincera opinião sobre o filme.

MEU DEUS!!! QUE PUTA FILME INCRÍVEL DO CARAMBA!!!! PARE DE LER ISSO AQUI E VAI AGORA ASSISTIR SE NÃO FOI AINDA!!!!!!!!!!!!

Pronto, já gritei o que precisava, vamos ao que interessa. O que foi feito nesse filme pelo corajoso diretor J. J. Abrahams, pelos ousados escritores Alex Kurtzman e Roberto Orci, pelo jovem e bem selecionado elenco, é totalmente improvável, mas eles conseguiram. Eles pegaram uma série de tv com mais de 40 anos de idolatria de fãs xiitas, que já estava totalmente esgotada, saturada e praticamente sepultada na tv, e a transformaram numa nova aventura cheia de novas possibilidades, que não só agradará muito aos fãs como consegue agradar a todos que nunca tiveram contato com a série ou mesmo os que tinham preconceito com ela.

O respeito com o material original criado pelo pacifista e visionário Gene Roddenberry é incrível. Quem conhece as séries vai pegar diversos detalhes que são de um capricho incrível. Porém o enredo do filme é perfeito e de uma coragem sem igual. Vou tentar não escrever nada muito revelador para não estragar as surpresaspara os que não sabem nada, e essas surpresas são MUITAS e todas CHOCANTES! Eu até diria que alguns daqueles fãs xiitas de esquerda irão reclamar muito do roteiro, pelo fato de ele abalar alguns pontos mais sólidos da série clássicas, mas eu que sou trekker estava achando que esse universo precisava mesmo de uma boa chacoalhada pra sobreviver, e esse filme fez isso com louvor.
O elenco que foi selecionado para os papéis que já fazem parte da cultura pop coletiva não poderia ter sido mais acertado. O Kirk de Chris Pine é mulherengo e canastrão, mas na hora que precisa, é corajoso e eficiente. O Spock de Zachary Quinto consegue balancear perfeitamente a lógica vulcana com o conflito de emoções de sua metade humana. O McCoy de Karl Urban é rabugento e reclamão, mas com um senso de humor inpecável.... posso continuar a lista de elogios sem fim, mas o mais importante disso tudo é que estas interpretações de personagens tão queridos não são uma mera imitação de William Shatner, Leonard Nimoy ou DeForest Kelly, pois elas capturam a essência dos personagens e adicionam um pouco mais, e na medida certa.
O vilão Nero, vivido por Eric Bana também não fica pra trás, se juntando ao hall de grandes vilões da série, finalmente dando a um Romulano um papel de respeito no cinema.
Agora, o visual do filme é um SHOW!! Até momentos que não tem nada de novidade como as cenas semi-estáticas da Enterprise viajando em dobra espacial ganharam um visual arrojado, da mesma forma que toda a ação que acontece é de tirar o fôlego. Não temos mais aquela sensação de combates entre submarinos, mas sim de uma verdadeira batalha espacial.

Falando em Enterprise, o interior da nave está de cair o queixo. Nada mais de corredores estéreis e chapados. A engenharia tem cara de indústria pesada, cheia de tubulações, tanques, escadas e plataformas, muita sujeira, dando realmente a impressão de se estar numa casa de máquinas.

Ufa, acho que escreví demais, mas eu precisava desabafar!!! Esse é um filme que TODOS tem que ver no cinema. Vale cada centavo gasto no ingresso e na pipoca. Espero que a série continue no bom caminho deste reinício.

Nota: Giu, eu ganhei a aposta contra a Ju!!!! huahuahuahuahua....

6 comentários:

Pâmela Vaiano disse...

Olha, com um comentário desse até eu estou com vontade de assistir! E olha que eu faço a linha cinema alternativo! hehe
Vou me programar pra isso nos próximos dias!!
Falando nisso, finalmente meu quase-blog virou blog... Vcs atualizam o link rápido na página de vocês? Lá vai: www.bluteco.blogspot.com
Bjão!

Giuliano disse...

E que posso escrever...sou xiita de esquerda. O filme ainda tá meio entalado na garganta, dificil de engolir. Alterar a realidade é algo bem forte, mas admito que nesse caso foi necessario. E abriu inumeros precedentes, principalmente para um segundo filme, que com uma maior interação entre a tripulação, será melhor ainda.

Coitada da Ju!!!

Ana Lucia disse...

Fefo, que comentário fantástico!
Parabéns!
E eu também, que já estava decidida a ver o filme, fiquei agora DESESPERADA para fazê-lo. E tenho certeza que concordarei com você em gênero, número e grau.
Afinal que te iniciou nesta “jornada pelas estrelas" fui eu, né?

Ari Trindade disse...

Simplesmente SEEENNSSSACIONALLLLL, MMUUIITO BOMMMMMMM !!
Quem acompanhou e acompanha a série não tem como não gostar deste filme. A caracterização dos personagens em relação à equipe "original" está muito boa, ou melhor excelente!
O filme tem ação do início até o final e nos deixa aquele gostinho de "quero mais". A aparição do Spock velho matou a pau. Foi o toque especial do filme que deixou arrepiado até o mais insensível fã da série.
Valeu o ingresso !
Principalmente prá mim que paguei 1/2, ohohohhohohoho . . .

Ari Trindade disse...

Aproveitando o espaço, Fê, já deixo aquí um pequeno comentário sobre o filme Anjos e Demônios, do livro do Dan Brown, que também é muito bom!
Muita ação e suspense do começo até o final, a Produção conseguiu passar para a telona momentos bons do livro com a mesma intensidade e vibração do autor.
Depois que Vc e a Ju assistirem o filme, vamos comentar com mais detalhes.
Papai

Cris disse...

Hahaha o Kirk da foto tá parecendo o Guliguliguliguli... =P